Feeds:
Posts
Comentários

Você já imaginou misturar música clássica e comédia em um só espetáculo? Parece inconcebível para muitas pessoas, mas um violinista chamado Igudesman (ainda não sei se é nome ou codinome haha) e um pianista chamado Joo realizam essa façanha de forma muito criativa! A experiência deu tão certo que outras orquestras e grupos já compraram a ideia. Alénm de ser uma forma eficaz de levar mais pessoas aos teatros, é também uma maneira de mostrar algo diferente àqueles que já gostam de música clássica.

Então, dêem uma olhadinha no trabalho que estes músicos incríveis fazem:

E aqui uma música composta pelo Igudesman, a Pig Flu Polka (ou a Polka da Gripe Suína haha)

É comum as pessoas não prestarem muita atenção na trilha sonora quando estão assistindo a um filme. Talvez porque não se dêem conta do quanto aquela música é importante para dar o tom correto à história. Sou grande fã de trilhas sonoras, principalmente as compostas por John Williams (Harry Potter, Star Wars, A Lista de Schindler), simplesmente porque elas são indispensáveis! Você conseguiria imaginar Star Wars sem a Marcha Imperial? As músicas fazem parte do filme, costuradas de uma forma tão perfeita com as imagens que é quase impossível conceber a cena sem a trilha sonora.

Um dos trabalho de Williams que particularmente gosto são as trilhas sonoras de Harry Potter. Ele foi responsável por musicalizar os três primeiros filmes da série e por mais que os outros tenham trilhas sonoras igualmente bonitas, nada supera o incrível tema principal criado para a história. A música casa tão perfeitamente com a história, os lugares, aventuras e experiências vividas pelos personagens principais, que é difícil não entrar no clima do filme.

Outro exemplo é a trilha sonora do filme O Fabuloso Destino de Amélie Poulain, de Guillaume Yann Tiersen. É muito difícil uma pessoa assistir o filme e não se sentir tocado com as fantásticas melodias que embalam as aventuras de Amélie. E é muito comum estes sentimentos virem a tona novamente quando a trilha sonora é ouvida separada do filme. Enfim, a trilha sonora tem uma importância muito grande para o cinema e acredite, ela é mais responsável por fazer você se emocionar do que a cena em si e tendem a despertar sentimentos muito profundos.

E para não perder o costume… fiquem aí com um video da trilha sonora de Harry Potter :D

Se tem uma coisa que não falta neste blog, são vídeos… Tem de monte para assistir até não querer mais! hehe

Mas, como boa viciada em performances musicais que sou, não tenho como resistir a mais alguns vídeos do Concerto de Solistas. Garanto que eles valem a pena (basta você ler o nome das músicas e entenderá o motivo haha).

Um bom repertório, um solista internacional e um grupo de qualidade foram mais do que suficientes encantar o público que foi ao Canal da Música, em Curitiba, conferir o concerto da Orquestra Filarmônica Scar Jaraguá do Sul, no dia 18 de setembro. Foi a primeira vez o grupo se apresentou na cidade, considerada um dos centros musicais do sul do país, e o resultado agradou músicos e visitantes.

“Foi excelente! Tivemos um bom público e a orquestra apresentou uma qualidade musical de alto nível. Foi uma grande alegria poder fazer essa apresentação em Curitiba. O repertório colaborou muito, com um melodias muito bonitas, que mexem com a emoção do público”, comemora o maestro da orquestra, Daniel Bortholossi, referindo-se às belas obras de Schubert, Strauss, Khachaturian e Grieg que compunham o repertório.
O destaque da noite ficou para o violinista russo Yuriy Rakevich, que executou o Concerto para Violino em Mi Menor de Mendelssohn. Rakevich nunca esteve em Santa Catarina antes, mas afirmou ter apreciado muito a experiência. “Neste último concerto, o Yuriy me procurou no intervalo para dizer que o nível de execução estava altíssimo por parte da orquestra. Isso é uma boa forma de avaliação, pois sabemos que estamos no caminho certo, tanto em programação, quanto da forma de condução da administração da orquestra”, ressalta Bortholossi, satisfeito com a avaliação do convidado.
Esta foi a segunda vez, dentro da atual temporada, que a orquestra contou com a participação de um convidado de nível internacional. No mês passado, o grupo dividiu os palcos com o maestro inglês John Traill, que regeu um concerto em Blumenau. Para Bortholossi, esta é uma excelente prática, tendo em vista que um solista de alto nível exige concentração e performance da orquestra, e os músicos precisam dar o melhor de si.
Agora, o grupo continua a visitar cidades catarinenses, com o auxílio dos projetos Caminhos da Música, promovido pela empresa Weg (do qual o concerto em Curitiba fez parte), e Circuito Catarinense de Orquestra, do governo estadual. Segundo Bortholossi, o objetivo da orquestra é se desenvolver cada vez mais e ampliar o número de apresentações com solistas e maestros convidados. “Porém, para essas trocas serem mais efetivas, precisamos realizar mais concertos, com mais ensaios, e desta forma atrair outros grandes artistas para trocarem experiências e produzirem boa música conosco”, afirma o maestro.



PS.: matéria produzida para a disciplina de Produção em Ambiente Digital ;)

Não poderia faltar um vídeo do concerto do dia 12/09, não seria justo deixar de fora este dia tão especial :)

Uma fotinho do Concerto de Solistas do Grupo de Câmara da Scar, que aconteceu no último domingo (12). Só para não deixar passar batido :D

Concerto de Solistas do Grupo de Câmara da Scar

Aproveitando, quero agradecer a todo o pessoal da orquestra e ao maestro Ricardo Feldens por tudo. Vocês são demais!

Tchaikovski sempre foi um de meus compositores favoritos, antes mesmo de eu conhecer mais de perto suas obras. Seus temas sempre me chamaram a atenção e qual foi a minha surpresa ao saber que a grande parte das músicas que mais tocavam meu coração são dele. Tchaikovski tem grande sensibilidade diante do mundo e soube transmitir isso de forma explendorosa em suas composições. Um bom exemplo é a obra Romeu e Julieta: cada parte da música parece contar uma história inteira. É incrível como através das notas musicais o ouvinte visualiza todo o amor e o drama que percorre a história e até mesmo se emociona diante do triste fim do casal.

Sem dúvida Tchaikovski deixou um legado de grandes obras primas da música, explorando o potencial de cada instrumento (convenhamos, algumas de suas obras são particularmente difíceis de serem executadas). Por isso, deixo alguns links de algumas das obras mais bonitas e conhecidas do compositor, que sempre valem uma segunda audição :)

PS.: Eu pretendia colocar os links para download das obras, mas né, youtube é mais legal ;)